terça-feira, 25 de junho de 2013

O que são transtornos de ansiedade?

"Como tudo em medicina recebe nomes específicos, com direito a sobrenomes, foram denominados transtornos de ansiedade quando o medo excessivo e, consequentemente, a sua fiel companheira ansiedade passam a trazer prejuízos expressivos para a vida da pessoa. 

Os transtornos de ansiedade possuem diversos espectros que variam em grau, intensidade e na forma como se apresentam. Podemos percebê-los em diversas situações, tais como nas lembranças que insistem em nos perseguir após uma experiência traumática (morte de um parente muito próximo, por exemplo); nas fobias ou no medo intenso de falar em público ou participar de eventos sociais; no temor exacerbado de determinados objetos ou animais (elevador, avião, insetos). Também são perceptíveis no terror (pânico) que surge do "nada" e nos dá a sensação de que podemos morrer a qualquer momento; nas preocupações excessivas com os fatos mais corriqueiros e triviais; nos pensamentos obsessivos e comportamentos repetitivos, mais conhecidos como manias, entre outros. Cada um desses transtornos tem características e manifestações distintas, mas todos estão intrinsecamente relacionados ao medo e à ansiedade.

Em graus variados, quando os transtornos de ansiedade já estão instalados, inevitavelmente trarão prejuízos significativos para os setores vitais de suas vítimas (vida social, familiar, profissional, acadêmica etc.). Contudo, somente após muito tempo de sofrimento, de peregrinação em vão - entre as mais variadas especialidades médicas e não médicas -, ou quando suas vidas já estão reviradas pelo avesso, é que os pacientes procuram ajuda especializada.

A demora para buscar o tratamento adequado se deve a muitos fatores, a maioria por falta de conhecimentos sobre o assunto, pelo sentimento de vergonha em expor tudo o que o aflige ou pela crença errônea de que se trata de mera fraqueza

Felizmente, é possível reverter esses quadros tão dolorosos ou, no mínimo, atenuá-los de forma expressiva, com orientações e tratamentos adequados. Isso significa muito mais do que enfrentar o inimigo que aparentemente pareça invencível. É restaurar as perdas nos seus diversos setores vitais, libertar-se, renascer e, quem sabe, projetar um futuro próximo de mais confiança e esperança, para que seja possível desfrutar a vida em sua plenitude".   


Fonte: Ana Beatriz Barbosa Silva, no livro Mentes Ansiosas

2 comentários:

  1. acredito que a ansiedade seja a doença que mais dilacera o o indivíduo, pq aos poucos ela vai te paralisando até capturar sua mente por inteira, ela não vai ser minha fiel companheira nunca!! eu mando nos meus pensamentos e os pensamentos são só uma parte de mim, e quando sinto que ela quer entrar ou que estou agindo identificado com a minha cabeça, determino na hora que ela se retire!
    a ansiedade na minha cabeça que fique lá girando com as "pirações" dela,sim, pirações (ela é muito articulosa e sempre quer colocar obstáculos e medos na gente.

    ResponderExcluir
  2. Falou tudo!!
    Temos que controlar o máximo nossos pensamento...quem tem esses transtornos os pensamentos ansiosos vem nos retirar a paz e nos deixarmos paralisados...é horrível mesmo!! Mas temis que ser fortes e procurar focar em pensamentos bons na hora que eles surgirem...é isso que eu faço. ...focar em outros pensamentos.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.