sábado, 22 de junho de 2013

Como o familiar pode ajudar um fóbico social

DICA: PALESTRA ABERTA AO PÚBLICO EM SÃO PAULO: "COMO O FAMILIAR PODE AJUDAR NO TRATAMENTO DO FÓBICO SOCIAL" - Dia: 29/06/2013

A fobia social é a intensa ansiedade gerada quando o paciente é submetido à avaliação de outras pessoas. É natural sentir-se acanhado quando se é observado, esse desconforto até certo ponto é normal e aceitável, muitas vezes vantajoso. Esta vergonha ou timidez passam a ser consideradas como patológicas a partir do momento em que a pessoa sofre algum prejuízo pessoal por causa dela, como deixar de concluir um curso ou uma faculdade por causa de um exame final que exige uma apresentação pública ou diante de um avaliador(es). No momento em que a pessoa é exposta a situação fóbica, a crise de ansiedade é de tal forma intensa que parece uma crise de pânico. Por causa de todo o desconforto envolvido nessa situação, a pessoa passa a apresentar um comportamento de evitação para estas situações. (Definição retirada do Psicosite)


Fonte: GruPan (Grupo de apoio aos portadores de Transtorno do Pânico)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.