sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Mimimi


Se tem uma coisa que eu procuro combater constantemente é o hábito de reclamar.

No auge da minha insatisfação profissional, eu não conseguia fazer outra coisa a não ser reclamar o tempo todo. 

A revolta (que, cá entre nós, era totalmente pertinente! rss) não me deixava enxergar o quanto eu estava obcecada... e chata!  
Vai dizer que gente que vive reclamando não é muito chata??!

E o que eu ganhei com isso além de uma baita estafa e de enxaquecas sem fim? Na-da!

Quando a gente reclama o tempo todo, acaba atraindo coisas ruins e afastando quem a gente mais quer ter por perto... É, porque nossos amigos, nossos pais, nossos companheiros, nossos mais leais colegas de trabalho têm paciência sim... mas paciência tem limite...


Por isso, vira e mexe me lembro da Pollyana. Sabem, aquela do livro? Que sempre via o lado bom das piores coisas? Pois então. Eu tento fazer esse exercício de pensar como a Pollyana sempre que me pego resmungando, sendo chata de galocha.


E queria propor um esforço coletivo para "pollyanizarmos" o mundo, que tal? Vamos tentar ser menos ranzinzas e falar sobre coisas boas, benéficas!
O "feio" da vida existe mesmo, não temos como não nos deparar com isso frequentemente, mas podemos tentar enxergar as coisas de uma maneira mais leve, e, consequentemente, levar a vida de uma maneira mais leve! Vambora? :)

Coragem a todos, saúde e paz!!!!!

5 comentários:

  1. perfeito !! ás vezes precisamos ler reportagens desse tipo e nos enxergarmos, pra tentar mudar. Adorei !

    ResponderExcluir
  2. Que bom, Marli! Escrevi pensando em mim mesma, mas que bom que te tocou tb!! :) Obrigada por me ajudar a espalhar essa ideia! ;) Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Reclamar por vezes acaba sendo um hábito! Que da mesma forma que adquirimos podemos deixar de ter. Adorei! Tento me policiar pra não reclamar. Como no programa 12 passos... só por hoje não vou reclamar! Bj
    Mariana

    ResponderExcluir
  4. Desculpe, mas, é impossível ficar sem reclamar. Tenho um casal de filhos e todos os dias chamo a atenção deles porque eles não me ajudam. Eu e meu marido trabalhamos fora e não temos empregada. Experimenta ter adolescentes em casa...
    E como não reclamar do marido que, aos fins de semana, também se recusa a lavar a louça que suja???

    ResponderExcluir
  5. Oi, Letícia! Concordo com vc, tem horas que é impossível não reclamar! Mas estou falando daquela reclamação "crônica", quando vira um hábito... essa mania de reclamar o tempo todo, de tudo e de todos... é muito chato! Não acha?

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.