segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Entenda a ansiedade

O que é ansiedade?

A ansiedade é uma reação normal do organismo que prepara a pessoa para situações de perigo. Se não existisse ansiedade ou medo, as pessoas morreriam, pois não estariam alertas aos perigos da vida. Diante do perigo, as glândulas adrenais liberam adrenalina na corrente sanguínea, que prepara o corpo para uma reação de luta ou fuga.

Ansiedade é normal?

A ansiedade é normal e faz parte do repertório normal de emoções do ser humano. No entanto, quando exagerada, provoca muito sofrimento e interferência na vida cotidiana e passa a ser considerada patológica. 

Quais são os sintomas da ansiedade?

Os sintomas da ansiedade podem ser divididos em mentais e somáticos.
Os sintomas mentais (ou psíquicos) são medo de que ocorra algo ruim, preocupação excessiva e sensação de perigo iminente. 
Os sintomas somáticos incluem tensão motora, hiperatividade autonômica e hipervigilância, além de somatização importante. A hiperatividade autonômica se manifesta por meio da descarga de adrenalina, que causa taquicardia (coração acelerado), sudorese, tremores, falta de ar, calafrios ondas de calor, náusea, aperto no peito, tontura, urgência urinária e diarreia. A hipervigilância, que é estar alerta ao perigo, ocasiona dificuldade de concentração e, consequentemente, de memorização.

A ansiedade exagerada é uma doença?

Na realidade, a ansiedade exagerada pode fazer parte de várias doenças. Há os transtornos que são primariamente relacionados à ansiedade, como é o caso do transtorno do pânico, o transtorno obsessivo-compulsivo*, as fobias, entre outros. Em outras doenças, psiquiátricas ou não, também se encontra ansiedade excessiva, por exemplo, na depressão, no hipertireoidismo, entre outras. Por isso, é necessária uma avaliação médica cuidadosa em cada caso de ansiedade, muitas vezes com a solicitação de exames laboratoriais para um diagnóstico diferencial. 

Como se trata a ansiedade?

A ansiedade é tratada com medicamentos e psicoterapia. Vários medicamentos aliviam-na, sendo alguns indicados para uma crise e outros para tratamento de longo prazo. 

Há várias abordagens psicoterápicas para o tratamento da ansiedade. Por exemplo, uma técnica cognitivo-comportamental que pode ser usada é a exposição com prevenção de resposta. Essa técnica pode ser usada por meio da imaginação ou in vivo.

Outras técnicas para manejo de ansiedade


Dessensibilização sistemática: é uma técnica que pode ser usada nas fobias. O paciente é exposto gradualmente ao objeto temido, de modo que a ansiedade vai diminuindo aos poucos. 

Relaxamento aplicado: o paciente é orientado a controlar ou antever os sintomas fisiológicos relacionados à ansiedade e relaxar nos momentos em que se sente ansioso.

Que medidas posso tomar para ajudar no controle da ansiedade?

Existem várias medidas que ajudam a controlar a ansiedade. Todas elas envolvem a busca por uma melhor qualidade de vida (saúdes física e mental): uma mente sã depende de um corpo são.

Como cuidar do corpo?


  • Mantenha uma dieta saudável;
  • Não abuse de bebidas alcoólicas, nem mesmo de "bebedeiras" de fim de semana, pois aumentam o risco de alcoolismo. O álcool também piora a depressão e a ansiedade e pode interferir na qualidade do sono;
  • Evite drogas ilícitas. Maconha causa depressão, desencadeia psicoses em pessoas predispostas e pode prejudicar o aprendizado;
  • Pratique exercícios: a prática de atividades físicas reduz o estresse e o mau-humor por meio da liberação de endorfinas e outros neurotransmissores no cérebro. Exercícios também aceleram a recuperação de pacientes com depressão;
  • Tome sol: o sol estimula a produção de vitamina D no organismo, que fortalece os ossos, músculos e melhora o humor. Use filtro solar.
  • Evite situações estressantes. Por exemplo, procure evitar congestionamentos utilizando horários alternativos;
  • Aprenda técnicas de respiração e relaxamento, como ioga;
  • Uma boa qualidade de sono é fundamental para manter o bom ânimo e a energia para o dia a dia, para consolidar a memória do que se aprende durante o dia e para evitar doenças físicas e mentais, como enxaqueca e depressão.
  • Sexo: é relaxante e também uma atividade física. Uma vida sexual saudável contribui para manter a boa saúde mental.
  • Lazer: procure dedicar-se ao lazer ou descansar nos fins de semana. 

Texto retirado da publicação Qualidade de Vida - Ansiedade (Mantercorp Farmasa), patrocinada pela Hypermarcas.
Imagens: reprodução internet.


* No DSM-5 (2013), o TOC foi retirado do capítulo dos transtornos de ansiedade e colocado em um novo capítulo com o título de Transtorno Obsessivo-Compulsivo e Transtornos Relacionados.

8 comentários:

  1. sintomas vão tão além da pequena lista que aqui foi reportada, mas a matéria está excelente ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Karen,

    Me chamo Arilson de Andrade, sou casado, tenho duas filhas, minha esposa é uma mulher maravilhosa (tambem psicologa). tenho alguns desses disturbios Isindromes) mas nao sabia, até que um dia tive um ataque de panico tao grande e voraz que cheguei a ficar hospitalizado em observaçao, pois meu coraçao estava a mil por hora. Depois disso minha sindrome do Panico e minha exagerada ANSIEDADE nao me deixam mas em paz. Tenho sofrido demais, as vezes do nada vem a crise, quando menos espero estou passando mal. O simples fato de está assistindo televisao e de repente la vem ela e os pensamentos negativos. Faço tratamento tomo Rivotril e luvox de 100mg, pois tambem tenho um quadro de TOC...outra coisa horrivel, sempre coloco sapatos na mesma direçao, nao piso nos vaos dos pisos e ladrilhos, conto as voltinhas da chave e um milhao de outras coisas, sou escravo dos meus pensamentos, pois se nao os obedeço, tenho a sensaçao de que algo de ruim pode acontecer, mesmo sabendo que nao vai, entendeu!? estou muito mal, mas cheguei há uma conclusao que nao sou louco, apenas convivo com um outro ser dentro de mim e que as muitas das vezes ele acaba sendo vencedor. Gostaria de ter conttato com seu grupo e com vc. Preciso de ajuda e de compartilhar essas experiencias. Muito obrigado, seu blog parece que foi feito pra mim, rsrsrsrsr!
    fique com Deus
    um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Arilson! Fico muito feliz por saber que meu blog está te ajudando de alguma forma! É isso aí, não tem nada de loucura, você precisa continuar seu tratamento e, de preferência, buscar terapia também. Vai ajudar muito! Um grande abraço, e coragem!!!!

      Excluir
  3. Boa noite Karen, seu blog é excelente pelo fato de tratar de um assunto ainda está cercado de muito tabu de uma forma tranquila e esclarecedora. Acredito sofrer de ansiedade, tenho muitos dos sintomas narrados aqui. O meu problema se concentra numa fobia terrível a doenças que me faz pensar nelas grande parte dos meus dias. Ontem criei coragem e marquei um psiquiatra (sempre relutei porque tenho pavor só de ouvir falar em remédio controlado)

    Parabéns pelo belo trabalho

    Marcus Duarte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcus! Muito obrigada pelas suas palavras. :)
      Essa preocupação em excesso com doenças faz parte de transtornos de ansiedade como o TAG (Ansiedade Generalizada). Como foi sua consulta com o psiquiatra? Gostaria de saber. Abraços.

      Excluir
    2. Achei que não foi legal... percebi certa indiferença do profissional. Outro detalhe, ele se limitou a passar um ansiolítico e mandou voltar depois. Enfim, longe do que eu esperava. Acho que vou procurar um psicólogo diretamente o que você acha?
      Obrigado pela atenção
      Marcus Duarte

      Excluir
    3. Marcus, se este profissional não o atendeu da forma como esperava e precisava, penso que deveria procurar outro. O psiquiatra é o profissional mais indicado para fazer o diagnóstico, mas nada impede que um psicólogo possa orientá-lo. Antes de mais nada acho que você não deve desistir do seu tratamento. Em breve você irá encontrar um psiquiatra ou um psicólogo com quem terá empatia e confiança. Vai dar tudo certo. Aguardarei notícias suas. Boa sorte!

      Excluir
  4. Convivo com esse problema ha alguns anos, aprendi algumas tecnicas que amenizam e muito a sibtuacao, se pudessemos criar um grupo no whats para cada um poder ajudar o outro seria muito bom..

    Wellington 98-991113200 whats

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.