quinta-feira, 8 de novembro de 2007

"As flores de plástico não morrem"... mas também não vivem!

Nem tudo na vida são flores... e ainda assim é possível ser feliz! :)
É chato e estranho se dar conta disso sob efeito de medicamentos, mas pelo menos me dei conta, né?
Como a vida pode ser tão diferente, tão menos desgastante! Consegui recuperar dois quilos que eu tinha perdido, e olha que tomando um remédio que tem como efeito colateral a perda de peso, heim? Sinal de que as coisas realmente não andavam boas pro meu lado.

Hoje fui à consulta mensal com a psiquiatra que me acompanha (é isso aí, prá tomar remedinho só com recomendação médica e acompanhamento, ok?) e ela me perguntou como eu andava me sentindo e tals. Falei que estava bem, mais animada, cheia de projetos e os executando, o que é ainda melhor. Só que me sentia meio "devagar" de vez em quando. "Mas tá bom assim", eu disse. Prefiro. Como falou sabiamente uma amiga minha dia desses, ser maluco e burro às vezes deve ser legal. Malucos e burros não entendem nada - por conseqüência, não sofrem...
Não é que eu queira ficar alienada (só um pouquinho) e fingir que não estou vendo as coisas. A ideia não é essa. Eu quero é dar a verdadeira importância que as coisas têm. Nem mais, nem menos. Principalmente "nem mais". A gente sofre muito por coisas e pessoas que não merecem; supervaloriza sentimentos, necessidades, e acaba perdendo o rumo. Esquece de dar valor ao que realmente importa na nossa vida, àquilo que nos faz verdadeiramente feliz. E se você não sabe o que te faz verdadeiramente feliz, tá na hora de parar prá pensar.

Aí vão mais algumas dicas de como se livrar da ansiedade (fonte: ansiedade.com.br).

Fique bem!

1- Respire fundo, lenta e compassadamente pelo maior tempo que você for capaz, pois isto ajuda a desacelerar fisiologicamente o cérebro e por conseqüência a mente.

2- Entenda que quando um problema novo se configura à sua frente, a solução não está na sua mente, não está no seu pensamento, e sim no fato em si. Quando for possível, olhe para o novo, procure entendê-lo, aumente as suas informações e o seu conhecimento sobre ele. Não busque referências anteriores, pois isto aumentará a sua ansiedade. Se não for possível olhar para o problema, procure não pensar nele, tente distrair a sua mente com outra coisa.

3- Aceite a falta de controle, abra mão da prepotência da sua mente e entenda que não somos deuses superpoderosos que tudo podemos controlar. Uma parte de nossa vida tem que se entregar a Deus, ao destino, à sorte e... seja o que Deus quiser...

4- Problemas e novidades se resolvem com ação e não com pensamento, é preciso fazer o melhor que está ao nosso alcance, focado, ligado no real. O que está além do nosso melhor esforço, não podemos controlar.

5- Aceitar a possibilidade de perder, não querer ganhar a qualquer custo, pois isto acelera a mente e aumenta e muito a chance de derrota.

6- Aceite conviver com a insegurança quando ela surgir à sua frente, não queira se livrar dela, não tenha pressa. Quanto mais você aceitar conviver com a insegurança, mais calmamente ela irá embora e mais a sua mente se acalmará. Quanto mais você tentar se livrar dela, mais ela se tornará ansiedade.

7- Não se deixar enganar pela mente. Quando ela ficar buzinando internamente que o pior vai acontecer, usar as palavras mágicas: "Seja o que Deus quiser..." ou "foda-se"!

Resumindo, mente acelerada é mente desequilibrada, para livrar-nos da ansiedade devemos aprender a desacelerar a nossa mente. 

13 comentários:

  1. Eu sempre digo que um palavrao bem encaixado nao soa mau!!

    ResponderExcluir
  2. um blog inteligente e muito importante ,pois aborda um assunto real presente em nossa vida e principalmente de uma forma ecumenica sem religioes especificas apenas nos mandando buscar ajuda medica ,terapias opcionais e principalmente DEUS que e nosso advogado fiel,assim todos nois seremos vencedores,muito obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse blog. Me confortou mt. A gente pensa q só tenho nós sofremos desse mal.

    ResponderExcluir
  4. Bonita iniciativa,Deus te ajude a vencer a ansiedade e ser muito feliz!Paz e luz!

    ResponderExcluir
  5. obrigado vou seguir algumas dicas

    ResponderExcluir
  6. Oi tenho essas crises sempre que alguém morre ou descubro que alguém ta com uma doença terminal isso me abala muito sempre acho que to com uma doença seria ...sinto dores musculares tremores e angustia faco tratamento com um otimo medico mas e sempre bom conversa com pessoas que passam por isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elza, esse medo que você sente é muito comum entre portadores de ansiedade patológica. Ficamos muito impressionados com doenças, notícias trágicas... é importante que você trabalhe isso na terapia, esses pensamentos podem ser substituídos por outros que não sejam tão destrutivos. Vale a pena tentar! ;)

      Excluir
  7. Muito bom saber que nao somos so nos que sente essas coisa a impreensao que temos e que so noss sentimos quero apreender a lidar com essas crises

    ResponderExcluir
  8. Elza, como foi bom ler o seu post. Pois, estou vendo que eu não sou a única a sofrer deste mal. Eu também sou assim, se escuto sobre alguma doenca, em seguida eu comeco a pensar que tenho tbém. Se alguém comenta comigo que, fulano de tal moreu disso ou daquilo, eu fico pensando que eu sou a próxima, pois eu acho que eu tbém sofro do mesmo mal que esta pessoa sofria.
    Tenho dores musculares, tremores, angustia e gastrite nervosa por causa disso. Fui ao médico e ela disse que sofro de depressão. Eu sei que eu não sofro de depressão e sim de ansiedade. Ela até me passou antidepressivos, mas quase morri com eles. Parei depois de uma semana e comecei a me tratar com medicamentos naturais. Hoje, faco exercícios físicos, yoga e estou pensando seriamente em fazer acumpuntura para diminuir o meu sistema nervoso.
    Moro na Dinamarca e aqui é difícil ir ao psiquiatra e explicar tudo pra ele em outro idioma, sem dizer que eles não aprovam muito o meu método de tratamento com produtos naturais como chás, vitaminas (as vezes). eles já mandam um tarja preta pra vc e pronto.
    Esse site, eu tenho certeza que vai me ajudar e muito! Pois aqui, vou desabafar todos os meus males, isso ajuda muito também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário, Deise! Espero que esteja se sentindo melhor! :) Grande abraço, espero um dia poder conhecer a Dinamarca! ;)

      Excluir
  9. Parabéns pelo blog, comecei a ter crises no ano passado e desde então faço terapia, sinto-me melhor, mas confesso que não é fácil ter algum problema psicológico, mas tenho levado a vida de forma mais leve, sou mais bem humorada e estou aprendendo a deixar a vida seguir seu curso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Déia! Obrigada pela sua mensagem, desejo que você continue tendo êxito no seu tratamento e que sinta-se cada vez melhor e mais feliz! :) Grande abraço!

      Excluir

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.