sábado, 29 de dezembro de 2012

As Mulheres e o Pânico

Mulheres são principais vítimas 
Vocês sabiam que as mulheres são mais afetadas pela Síndrome do Pânico do que os homens? É verdade, o pânico, assim como outros transtornos de ansiedade, é duas vezes mais comum entre as mulheres do que entre os homens.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Síndrome do Pânico atinge cerca de 2% da população mundial e a incidência da doença sobre as mulheres seria três vezes maior que nos homens.

Uma pesquisa publicada pela Revista Brasileira de Psiquiatria afirma que as mulheres apresentam um risco significativamente maior para o desenvolvimento de transtornos de ansiedade ao longo da vida. Segundo essa pesquisa, “diversos estudos sugerem maior gravidade de sintomas, maior cronicidade e maior prejuízo funcional dos transtornos de ansiedade" entre elas. "Apesar disso, os motivos que levam a este aumento de risco no sexo feminino são ainda desconhecidos e precisam ser adequadamente investigados”.

O que se sabe é que as mulheres também são maioria no que se diz respeito à procura por tratamento. De um modo geral, os homens resistem mais à ideia de buscar ajuda,  provavelmente porque muitos ainda acham que o que sentem é “frescura”. O que não é verdade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.